Chocolate é bom, mas é preciso maneirar!

O excesso de açúcar e gordura presentes no doce podem fazer mal ao organismo

A Páscoa está chegando e todo mundo sabe: os ovos de chocolate começaram a dominar supermercados, padarias e até alguns shoppings centers. E com tanta tentação assim, fica difícil resistir, não é?

Mas, é preciso estar atento ao consumo excessivo do doce, seja durante a Páscoa ou em qualquer outro dia do ano – principalmente nos chocolates com menores porcentagens de cacau – quanto menor o nível de cacau, maiores os níveis de açúcar e gordura presentes.

Evitar o açúcar pode ser um verdadeiro desafio. Além de liberar endorfina e dopamina no cérebro, substâncias que dão sensação de prazer, melhora o nosso humor, reduz o nosso estresse e, ainda por cima, nos dá mais energia. Isso tudo sem falar que tudo fica bem mais gostoso! Com tanta coisa boa, como deixar o docinho de lado?

Pois é, realmente são muitos benefícios. O problema está no excesso do consumo. O açúcar refinado (presente nos ovos de Páscoa, refrigerantes, sucos de caixinha e outros doces, por exemplo) em grandes quantidades pode causar obesidade, diabetes tipo 2, gordura no fígado, colesterol alto, problemas odontológicos, envelhecimento precoce, gastrite, prisão de ventre e muitos outros malefícios.

Isso tudo sem falar no vício. O corpo fica viciado na sensação de prazer causada pela dopamina. Mas, como a sensação é momentânea – muitas vezes seguida de culpa -, o consumo de alimentos com açúcar aumenta, justamente para ter prazer mais vezes ao dia e se livrar da culpa mais rapidamente – obviamente que de forma errada; é como mentir para si mesmo.

Além disso, quanto mais açúcar você consome, menos saciado seu corpo se sente. E é aí que você começa a comer mais e mais – com isso, surge o sobrepeso, futuramente a obesidade, a resistência insulínica e assim por diante.
Em geral, além de conservantes e outros aditivos, o chocolate dos ovos de Páscoa, bombons e barras são feitos de açúcar, gordura vegetal e cacau. Como explicado acima, o açúcar e a gordura fazem mal em excesso. Já o cacau é extremamente benéfico à saúde.
Por isso, quanto maior o percentual de cacau no chocolate, mais saudável ele é. Opções com 50%, 65% ou 75% são ótimas! O chocolate branco, por exemplo, não possui cacau em sua composição, sendo sua maioria gordura.

Obesidade infantil
Hoje em dia, os problemas com a balança começam bem cedo, logo nos primeiros anos de vida – e, normalmente, quando uma criança tem sobrepeso ou obesidade, esse problema se estende ao longo da vida.

Por isso, a atenção dos pais e responsáveis é muito importante. Atividades físicas e alimentação saudável são, novamente, a chave para uma vida melhor. O excesso de açúcar é extremamente prejudicial inclusive para a concentração e o rendimento escolar. Então, atenção!

É claro que um ovo de Páscoa não vai prejudicar ninguém, desde que haja moderação e uma alimentação balanceada nos demais dias. Lembre-se: equilíbrio é fundamental! Alimentação saudável e a prática de atividades físicas regulares com certeza te ajudarão a ser alguém saudável e ativo.

Aproveite a Páscoa, aproveite o chocolate!

Leia Também